Sossega meu peito

Sinto meu peito quente, desce essa angústia como água ardente
Meu lar não é o mesmo, talvez nunca tenha sido
Do trabalho pra casa, do sentir pra sempre
E de todas as coisas ruins, eu só queria você comigo
Resplandece, permeia na névoa, mas que história é essa?
Mal sinto, mal posso tirar os tênis, que sua pressa me apressa
Nem notou aquela senhora sorridente
Que aprecia a paisagem e curte sem pressa
Meu lar é onde eu quero estar, onde bate meu coração
Imagino, sonolenta, tentando atenção, o leve soar daquela canção
Uma tarde sossegada, olhando o menino que corre
Das arbitrariedades, só o amor não é um porre
Faz casa em mim
Me acompanha sem fim
De alma cansada
De coração sem fim.

É tudo sobre o amor

O despertador toca muito cedo e é um porre enfrentar o mundo antes do sol nascer. Mas levanto, lavo o rosto, afeito a barba e encaro as ruas desertas.
No percurso até o trabalho as coisas começam a melhorar; dou bom dia para o porteiro de uma escola que sempre retribui com um sorriso aberto de brinde; vejo a lua ainda no céu, como um espectro do fim de uma noite que provavelmente foi linda e eu não vi; o cachorro da rua me segue até a marginal para me fazer companhia e demonstra para esse cara cabeça dura aqui que ele é feliz demais e eu devia ser também; o ar parece ser mais fresco e os carros não passam freneticamente como seria de costume algumas horas mais tarde; ouço um milhão de pássaros cantando como uma sinfonia gigantesca e gratuita; vejo os idosos caminhando sorridentes, conversando. Pois bem, já não parece tão ruim assim encarar o dia agora.
Chego no trabalho, começa outra guerra, mas que tem lá suas vantagens e agrados ao longo do dia. Ouço um rapaz comentando com o amigo que antes de sair de casa, desenhou um coração no espelho do banheiro, para quando a esposa acordasse, visse e pudesse ter um dia melhor, além daquele primeiro sorriso ser para ele, mesmo ele não estando lá. Uma senhora comenta com um colega de trabalho que sua neta aprendeu a falar “vovó” e como ela fica linda numa fantasia de princesa. Um vendedor comemora por ter seu emprego ainda, visto tantos cortes de empresas concorrentes, mas sente pesar pelos que foram despedidos. Quando seu irmão e sua cunhada descobrem que vão ser pais, então você consegue ver uma felicidade exalar em demasia, fluindo como fogo na madeira seca de uma lareira, fazendo com que seu coração exploda de felicidade também por entender que vai ser tio. Um pai andando de mãos dadas com a filha que está de férias da faculdade, enquanto ela conta a ele sobre seus dias lá e como uma matéria é muito difícil, mas que vai se empenhar para melhorar, porque quer dar orgulho a ele. Um menino de 9 anos se propõe abrir o saquinho de plástico para um homem de mãos grossas, para que ele possa colocar seus legumes.
Então você percebe que o amor flui de várias formas, em diversas situações, de algo tão simples, ou tão natural, do gesto pequeno, mas imensamente significativo a algo explícito e planejado. É besteira fugir do amor – deixa fluir, puxa! Não é saudável fugir dele, nem trata lo como algo normal. Ele é gigante e é a base de tudo! Para tudo! Nasce naturalmente lindo, varia, do sutil ao intenso, mas está em cada átomo existente nesse mundo.

Deixa florescer!

Imagina que louco se ao invés de guerras por sangue, combinassem todos uma festa mundial de divulgação da importância do amor? Iriamos acertar todos os problemas desse mundo caótico com toda a certeza.

É tudo sobre amor.

Ou quase tudo.

Mas eu escolhi viver dele e tenho ele como a minha religião. Vivo dele e dele sou feito. Mesmo quando eu não o vejo, mas ele vive aqui dentro de mim.

 

(11/09/2016)

Doação de sangue para a vida

Então fez o certo, primeiro a mente e depois o resto.
Sentado na poltrona, no conforto da sua casa, longe da desgraça.
Trocando de canal cada vez que mostra um desfile de protesto.
Vendar os olhos, aceita a negação, corrobora com a ilusão porque é viável.
Rodeio, carnaval, suruba é a missão, o mendigo ali jogado é sempre trocável.
Regado de Pec, preguiça de subserviência, congelou o investimento e o próximo é a previdência.
Pastores elevados a apoteose, aceitam como dízimo até a sua prótese.
Sugam, deturpam, iludem; esperar sentado por alguém que por eles lutem.
Violência moral, lavagem cerebral, usando deus como escudo para fazer o mal.
De segunda a segunda, você rala o sangue, salário quase inexistente, mas precisa aceitar o Bang bang.
Porque vem tiro de todo o lado, só o dinheiro da condução come mais que uns trocados.
Fome, que ronca na barriga, precisa primeiro alimentar a família.

Seres humanos, pouco humanos, inferioridade financeira num mundo tão desumano.
Despertador toca e já bate cedo, chegar atrasado ou faltar deixa seu chefe com medo.
Mas não para guerreiro, seu suor é o único verdadeiro.

Se liga nessa, para um pouco, vamos sem pressa, você não tá louco, nem deve se render ao mal.
Nasceu guerreiro, luta todo dia e incansavelmente o dia inteiro.
Levo fé na sua batida, essa que irrita, o alto escalão, de pessoas que querem te ver no chão.
Só você sabe da sua luta, essa que te mantém sempre numa disputa.
Dinheiro e familiares, lazer e hora extra. E dizem que você não presta, mas sempre sustentou vários pilares.

Por: Guilherme Rocha. (Ajuda indireta e equivalente do Murilo Bittencourt💕)

(17/10/2016)

Todas as partes

Indescritível
Meu coração age como um sonar
Sente de longe sua presença
Vê de longe o brilho do seu olhar

Irresoluto
Eu e você nessa vida penosa
Te construí um castelo
Fiz um jardim imenso de rosas

Resiliente
Se eu posso contar contigo
Por mais que a batalha me quebre
Volto bem se você está comigo

Com você, aqueles muros que alcançavam os céus, nem pareciam obstáculos.

(07/11/2016)

Tá tudo bem

Ela me disse que seu signo é touro, mas eu acho arbitrário demais acreditar em algo tão insensato. Tudo bem, nem por isso deixei de dizer que o meu é aquário e, só por brincar, aleguei que era o maiorial do zodíaco. Ela riu, discordou, defendeu se, rimos juntos e nenhuma estrela de nenhuma constelação lá no universo brilhou mais ou enfraqueceu. Tudo bem, nem os planetas interferiram ou se defenderam; nem o fariam, mas foi um dos papos mais divertidos daquela terça feira que insistia em passar devagar.
No caminho de volta para casa, após o trabalho, vi um rapaz caminhando em minha direção, na mesma calçada, que me parou. Pediu que eu puxasse um dos pequenos papéis coloridos que continham mensagens bíblicas, então, fechei os olhos e peguei um. O rapaz – de traje social – leu a mensagem para mim, explicou que ali dizia que deus tinha coisas boas guardadas e que eu seria abençoado por elas. Tudo bem, eu sou ateu, disse isso a ele e, o mesmo, sempre sorridente, me deu a mão dizendo que tinha sido um prazer aquele tempo comigo. Procurei ser gentil da mesma forma e o agradeci, de verdade mesmo, porque essa alegria, simpatia e determinação gratuita em tentar passar algo de bom ao próximo é uma das coisas mais bonitas desse mundo. Você sendo religioso ou não, porque a bondade vem do coração.
Outro dia um amigo me mostrou um som “diferente”, porque não fazia parte do meu repertório pessoal e era algo que eu não costumava ouvir no cotidiano. Não entendi muito bem a proposta musical, mas procurei me atentar ao que ele queria que eu prestasse atenção. Achei a letra bem legal, mas um instrumental que não compreendia ao meu gosto. Tudo bem, nem tudo que ouço é do gosto de todos, e falamos sobre isso, então, mostrei um som “diferente” para ele, que por acaso gostou e ficamos horas conversado sobre o mundo da música e suas vertentes.
Lembro certa vez, um amigo, tinha medo de assumir sua opção sexual, pois eu não tinha essa concepção sobre ele, mas não veria problemas se conhecesse ele da forma que ele queria ser visto, mesmo que fosse anos atrás. Ele veio até mim, acanhado, e disse, então, é claro, não vi problema algum e acho que de algum modo nossa amizade se intensificou. Tudo bem, eu não esperava, mas desde quando opção sexual influencia na personalidade das pessoas? Em nada. Continuamos sendo ótimos amigos e sempre bate uma saudade dele por estar longe.
Vivemos num mundo tão diversificado em todas as formas, que nos torna únicos no que escolhermos seguir, ser ou acreditar. Mesmo que muitas outras pessoas pensem a ajam como você, mas, porra, ninguém é igual a todo mundo e isso é magnífico. A diversidade une pessoas, porque seria muito chato um mundo de clones seu perambulando por aí em cada esquina, na padaria ou no trabalho.
Viva o “diferente”, porque se o seu coração é bom, aí sim, tenho certeza que seremos iguais; em sintonia nos nossos mundos diferentes.

Paz, meus amigos. Paz 💕

(10/11/2016)

Hoje eu te conheci

 

Hoje eu te conheci (💓) e foi um dos momentos únicos da minha vida – se não um dos mais. Encheu meu peito, abriu meu sorriso mais sincero, assim como de todos que foram te visitar, te dar boas vindas ao mundo.
Ficar no mesmo ambiente que você, seu pai e mãe juntos só me fez sentir uma coisa que eu não canso de falar e luto por isso: amor sincero em demasia. Lembro que outro dia escrevi sobre vocês, e o quanto eu estava feliz por te esperar, pois bem… To sorrindo até agora com a sua chegada.
O alvorecer depois de uma noite muito escura, cheia de névoa, que se dissipou no instante que eu vi seu rostinho angelical (diga se de passagem que você tem mais cabelo que eu haha) me fez sentir infinito. Porque eu vi o infinito em você.
De quebra você deu o melhor presente de aniversário pra uma tia dedicada, e ela merece, assim como você vai se divertir muito com ela a vida toda.
Filho de mãe guerreira, que atravessou as maiores adversidades, e hoje está mais do firme e forte pra qualquer coisa.
Filho de um pai duro como rocha, determinado e meu melhor amigo.
Bem vindo a esta família, seu marrentinho. Todos nós te amamos.

Obrigado, Dani Rocha e Fabio Rocha . Seus lindos. 💓

(Por um dia, hein, Simone Rocha haha 💓)

 

Para meu sobrinho amado. (11/11/2016)